Arquivo mensal junho 2019

porVALDOMIRO CARDOSO FILHO

I CAPACITAÇÃO EM EDUCAÇÃO ANTIDROGAS PARA PROFESSORES DAS ESCOLAS INDÍGENAS

 I CAPACITAÇÃO EM EDUCAÇÃO ANTIDROGAS PARA PROFESSORES DAS ESCOLAS INDÍGENAS

Aconteceu nos dias 31 de maio e 01 de junho no Cine Auditório da UFGD, nossa I Capacitação em Educação Antidrogas para Professores das Escolas Indígenas de Dourados, atendendo um público de mais ou menos 300 professores. O evento contou com a parceria e contribuição de palestrantes que de forma solidária atenderam prontamente nosso convite. Estiveram conosco, Dr. Thiago Pauluzzi Justino, Professor de Psiquiatria e Saúde do Adulto da UFGD e Coordenador do Curso de Medicina, com o tema Saúde e Bem estar, Profª Dra. Andreia Sangalli, membro do corpo docente da UFGD, falando sobre a Saúde Indígena, Rogério Fernandes Lemes, presidente do Conselho Municipal Antidrogas de Dourados, abordando os Tipos de Drogas Consumidas em Dourados e Consequências Legais do (ab)uso de Drogas Lícitas e Ilícitas, Bárbara Nicodemos, Assistente Social do CRAS Indígena na Aldeia Bororó, com o tema Consequências Sociais do (ab)uso de Drogas Lícitas e Ilícitas,  Luciane Andriela Cardoso, Psicóloga Clínica e Policial Militar, com a abordagem Consequências Psicológicas do (ab)uso de Drogas Lícitas e Ilícitas e Renan Sene Pretti Psicólogo Clinico e Coordenador do CAPS-AD de Dourados enfatizando as Opções de Prevenção e Tratamento.   

O objetivo da capacitação, era proporcionar conhecimento aos professores atuantes da Área Indígena de Dourados que travam diariamente uma batalha contra o uso abusivo de substâncias psicoativas nas escolas das aldeias. Atualmente, a proliferação dos diversos tipos de drogas lícitas e ilícitas, facilitada pela proximidade da Reserva à cidade de Dourados, tem constituído sério problema de saúde pública, relacionando-se com os altos índices de violência, suicídio e evasão escolar. A escola tem um papel fundamental como agente de transformação em nossa sociedade, e sua atuação é de suma importância para que haja mudanças.

 

Por Andressa Ymara Villas Bôas

Revisado por Valdomiro Cardoso Filho