porAndressa Villas Boas

PROJETO TEKOHA MARANE’Y REALIZA CAPACITAÇÃO PARA EDUCADORES

Ocorreu nos dias 13 e 14 de março a III Capacitação em Educação Antidrogas para professores das escolas indígenas de Dourados do Projeto Tekoha Marane’y, gerido por representantes da Missão Evangélica Caiuá, Faculdade Intercultural Indígena/UFGD, Núcleo de Educação Escolar Indígena CEAID/SEMED e Associação Beneficente Salvare, com Workshop ‘Drogas: Prevenção e Cuidado’. O evento aconteceu em parceria com a Câmara Municipal de Dourados, dando enfoque também a um ato público proposto pelos Vereadores Sérgio Nogueira e Júnior Rodrigues, propiciando um espaço de debate entre sociedade civil e lideranças políticas do município, sobre uma temática que vem sendo discutida e trabalhada no meio escolar indígena. O objetivo é capacitar os profissionais facilitando e favorecendo a abordagem em sala de aula.

Tivemos a participação de autoridades municipais, lideranças tradicionais indígenas, ministros religiosos, professores, representantes de diversas instituições, dentre outros membros da sociedade civil.

No primeiro dia contamos com uma palestra do Prof. Dr. Neimar Machado de Sousa, da FAIND/UFGD, que enfatizou a força do voluntariado para o desenvolvimento de ações de conscientização, bem como da importância em se investir em redes positivas que valorizem a cultura, lazer, religiosidade e tradição, a fim de propiciar ao indivíduo, em especial aos jovens, alternativas saudáveis para se manter longe dos malefícios causados pelo uso abusivo de drogas.

Foi aberto um espaço para participação da comunidade presente, composta em grande parte por professores e lideranças da Reserva Indígena de Dourados, que trouxeram reinvindicações voltadas especialmente a um maior investimento em educação e lazer para os jovens das comunidades indígenas, pedindo apoio em ações valorativas da comunidade como as Mostras Culturais, Jogos Indígenas e Semana dos Povos Indígenas. Destacou-se também a necessidade de maior policiamento nas aldeias, frente à presença de traficantes e o aumento da violência.

O Vereador Sérgio Nogueira fez encaminhamentos, a saber, a instalação de um 3º Conselho Tutelar com maioria indígena, a fim de prestar um atendimento mais específico à comunidade; a solicitação de que haja vagas direcionadas à indígenas no próximo concurso da Guarda Muncipal; e a solicitação de recursos federais, estaduais e municipais que viabilizem a implantação de uma comunidade terapêutica na Reserva Indígena de Dourados.

O segundo dia contou com a palestra ‘Neurobiologia da Adicção: compreendendo os efeitos biológicos das drogas de abuso’, ministrada pelo Prof. Dr. Gustavo Roberto Villas Boas da Universidade Federal do Oeste da Bahia, que trouxe definições sobre o conceito de drogas, classificações de acordo com seus efeitos no Sistema Nervoso Central, de que modo as substâncias agem no cérebro do indivíduo, dentre outras informações, sendo igualmente aberto ao final para participações dos presentes.

 

O Projeto conta com diversas parcerias, Núcleo de Educação Escolar Indígena (NEEI), Missão Evangélica Caiua (MEC), Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), Associação Beneficente Salvare (ABS), CRAS Indigena, CAPS-AD, COMAD, SESAI, Faculdade Anhanguera, Escola Técnica Iegran, Rotary Club Águia Dourada, Conselho Tutelar Leste, Policia Federal, Policia Militar e SESC.

porAndressa Villas Boas

PROJETO TEKOHA MARANE’Y PROMOVE AÇÃO COMUNITÁRIA JUNTO À ESCOLA MUNICIPAL INDÍGENA AGUSTINHO

No dia 06 de setembro, tivemos mais uma Ação Comunitária Indígena (ACOIN) na Escola Municipal Indígena Agustinho.

A ACOIN faz parte de um dos eixos do Projeto Tekoha Marane’y e tem caráter preventivo. Foi desenvolvido para apoio aos pais dos alunos como meio de facilitar a abordagem ao tema drogas e permitir a comunicação desses pais com a Equipe Pedagógica Escolar.

A programação contou mais uma vez com a parceria da Faculdade Anhanguera e a Escola Técnica Iegran trazendo diversos serviços de atendimento a Comunidade Escolar, como aferição da pressão arterial, verificação da glicose, avaliação postural, orientações sobre o uso de plantas medicinais, apresentação do insetário, banco de sementes e rocha. Tivemos ainda, uma equipe para cortes de cabelo feminino e masculino.

Estiveram conosco representantes do CAPS-AD, Conselho Tutelar Leste, CRAS da Aldeia Bororó e Sesai.    

A Coordenação do Projeto Tekoha Marane’y agradece a todos os parceiros e voluntários que contribuíram com nosso evento.

Por Andressa Ymara Villas Bôas

porAndressa Villas Boas

PROJETO TEKOHA MARANE’Y PROMOVE AÇÃO COMUNITÁRIA INDÍGENA JUNTO À ESCOLA FRANCISCO MEIRELES

No dia 17 de agosto, tivemos nossa segunda Ação Comunitária Indígena (ACOIN). Desta vez, o evento foi realizado na Escola Municipal Francisco Meireles, e reuniu em torno de 175 pais.  

O ACOIN faz parte de um dos eixos do Projeto Tekoha Marane’y e tem caráter preventivo. Foi desenvolvido para apoio aos pais dos alunos como meio de facilitar a abordagem ao tema drogas e permitir a comunicação desses pais com a Equipe Pedagógica Escolar.

A programação mais uma vez, contou com a parceria da Faculdade Anhanguera que contribuiu com diversos serviços de atendimento a Comunidade Escolar Indígena, contamos também, com uma equipe de enfermagem da Escola Profissionalizante IEGRAN, Talles Muller oferecendo voluntariamente cortes de cabelo, e a parceria da equipe do Pax Primavera que contribuiu com doações de parte do lanche servido.

Marcaram presença conosco representantes do Conselho Municipal de Políticas Públicas sobre Drogas (COMAD), Polícia Federal, Polícia Militar, Conselho Tutelar Leste e CRAS da Aldeia Bororó.  

Mais uma vez a Coordenação do Projeto Tekoha Marane’y agradece a todos os parceiros e voluntários, que contribuíram com nosso evento.

 

Por Andressa Ymara Villas Bôas

porAndressa Villas Boas

GRUPO DE APOIO AOS PAIS PROMOVE PRIMEIRA AÇÃO NA ESCOLA MUNICIPAL INDÍGENA RAMÃO MARTINS

No último dia 10 de agosto, tivemos nossa primeira atividade com o Núcleo de Apoio aos Pais (NAP) na Escola Indígena Ramão Martins, juntamente com a entrega de notas dos alunos.

O NAP faz parte de um dos eixos do Projeto Tekoha Maraney e tem caráter preventivo. Foi desenvolvido para apoio aos pais dos alunos como meio de facilitar a abordagem ao tema drogas e permitir a comunicação desses pais com a Equipe Pedagógica Escolar.

A programação contou com a parceria da Faculdade Anhanguera que na ocasião trouxe equipes formadas por alunos e coordenadores dos cursos de Enfermagem, Farmácia, Engenharia Elétrica, Pedagogia, Medicina Veterinária e Educação Física, oferecendo serviços e orientação a toda a comunidade escolar. Contamos também com a parceria da Hair School e toda sua equipe, que trouxeram cortes de cabelo gratuito a todos.

Marcaram presença conosco representantes do CAPS-AD, CRÁS da aldeia Bororó e Policia Militar. 

Fica aqui nossa gratidão aos parceiros e todos os envolvidos que colaboraram para que o evento acontecesse.

 

Por Andressa Ymara Villas Bôas