Categoria Notícias

porAndressa Villas Boas

PROJETO TEKOHA MARANE’Y REALIZA CAPACITAÇÃO PARA EDUCADORES

Ocorreu nos dias 13 e 14 de março a III Capacitação em Educação Antidrogas para professores das escolas indígenas de Dourados do Projeto Tekoha Marane’y, gerido por representantes da Missão Evangélica Caiuá, Faculdade Intercultural Indígena/UFGD, Núcleo de Educação Escolar Indígena CEAID/SEMED e Associação Beneficente Salvare, com Workshop ‘Drogas: Prevenção e Cuidado’. O evento aconteceu em parceria com a Câmara Municipal de Dourados, dando enfoque também a um ato público proposto pelos Vereadores Sérgio Nogueira e Júnior Rodrigues, propiciando um espaço de debate entre sociedade civil e lideranças políticas do município, sobre uma temática que vem sendo discutida e trabalhada no meio escolar indígena. O objetivo é capacitar os profissionais facilitando e favorecendo a abordagem em sala de aula.

Tivemos a participação de autoridades municipais, lideranças tradicionais indígenas, ministros religiosos, professores, representantes de diversas instituições, dentre outros membros da sociedade civil.

No primeiro dia contamos com uma palestra do Prof. Dr. Neimar Machado de Sousa, da FAIND/UFGD, que enfatizou a força do voluntariado para o desenvolvimento de ações de conscientização, bem como da importância em se investir em redes positivas que valorizem a cultura, lazer, religiosidade e tradição, a fim de propiciar ao indivíduo, em especial aos jovens, alternativas saudáveis para se manter longe dos malefícios causados pelo uso abusivo de drogas.

Foi aberto um espaço para participação da comunidade presente, composta em grande parte por professores e lideranças da Reserva Indígena de Dourados, que trouxeram reinvindicações voltadas especialmente a um maior investimento em educação e lazer para os jovens das comunidades indígenas, pedindo apoio em ações valorativas da comunidade como as Mostras Culturais, Jogos Indígenas e Semana dos Povos Indígenas. Destacou-se também a necessidade de maior policiamento nas aldeias, frente à presença de traficantes e o aumento da violência.

O Vereador Sérgio Nogueira fez encaminhamentos, a saber, a instalação de um 3º Conselho Tutelar com maioria indígena, a fim de prestar um atendimento mais específico à comunidade; a solicitação de que haja vagas direcionadas à indígenas no próximo concurso da Guarda Muncipal; e a solicitação de recursos federais, estaduais e municipais que viabilizem a implantação de uma comunidade terapêutica na Reserva Indígena de Dourados.

O segundo dia contou com a palestra ‘Neurobiologia da Adicção: compreendendo os efeitos biológicos das drogas de abuso’, ministrada pelo Prof. Dr. Gustavo Roberto Villas Boas da Universidade Federal do Oeste da Bahia, que trouxe definições sobre o conceito de drogas, classificações de acordo com seus efeitos no Sistema Nervoso Central, de que modo as substâncias agem no cérebro do indivíduo, dentre outras informações, sendo igualmente aberto ao final para participações dos presentes.

 

O Projeto conta com diversas parcerias, Núcleo de Educação Escolar Indígena (NEEI), Missão Evangélica Caiua (MEC), Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), Associação Beneficente Salvare (ABS), CRAS Indigena, CAPS-AD, COMAD, SESAI, Faculdade Anhanguera, Escola Técnica Iegran, Rotary Club Águia Dourada, Conselho Tutelar Leste, Policia Federal, Policia Militar e SESC.

porValdomiro Cardoso

AVALIAÇÃO DA AUDIÊNCIA PÚBLICA E WORKSHOP

Agradecemos a sua participação em nosso evento da Audiência Pública e Workshop ‘Drogas: Prevenção e Cuidado’, que além de ter propiciado um espaço de debate entre sociedade civil e lideranças políticas do município acerca do assunto, constituiu-se como a III Capacitação em Educação Antidrogas para professores das escolas indígenas de Dourados do Projeto Tekoha Marane’y, gerido por representantes da Missão Evangélica Caiuá, Faculdade Intercultural Indígena/UFGD, Núcleo de Educação Escolar Indígena CEAID/SEMED e Associação Beneficente Salvare.

Gostaríamos muito de ter a sua avaliação das atividades.

 

Link para avaliação: Clique aqui.

Confira nossa programação:

porValdomiro Cardoso

AUDIÊNCIA PÚBLICA E WORKSHOP

Participe do debate sobre as políticas de combate e prevenção deste grande mal da sociedade moderna. 

Link para inscrição: Clique aqui.

 

Confira nossa programação:

porValdomiro Cardoso

CAPACITAÇÃO MULTIDISCIPLINAR DO HOSPITAL PORTA DA ESPERANÇA

O “Projeto Aldeia Sem Males” coordenado pela Missão Evangélica Caiuá (MEC), Núcleo de Educação Escolar Indígena (NEEI/CEAID/SEMED), Faculdade Intercultural Indígena (FAIND/UFGD), Associação Beneficente Salvare (ABS) e Escolas Indígenas.

A Capacitação de equipe multidisciplinar do Hospital Porta da Esperança da Missão Evangélica Caiuá, tem a finalidade de capacitar os colaboradores para que estejam mais preparados para atender a comunidade indígena no quesito drogas lícitas e ilícitas. Ela faz parte das metas do Incentivo para Atenção Especializada aos Povos Indígenas (IAE-PI), qualificação prevista na Saúde dos Povos Indígenas.

Foram ministradas duas palestras: a primeira, com o Sr. Élvio Bogarim, agente da Polícia Federal que falou os tipos de drogas e seus efeitos, trazendo um enfoque sobre as consequências sociais e de segurança pública. Falou ainda sobre os cuidados e como estas drogas são comercializadas e as respectivas ações de prevenções e apreensões realizada pela Polícia Federal.

A segunda palestra foi o Prof. Dr. Neimar Machado de Sousa, da Faculdade Intercultural Indígena de Dourados-MS (FAIND/UFGD) que abordou as questões interculturais das drogas na cosmovisão guarani. Orientou como o guarani-kaiowá entende as drogas, quais os tipos que fazem parte da cultura e a questão da inserção da bebida alcoolica destilada na comunidade. Trouxe orientações de como abordar e compreender a situação a partir da cultura indígena.

 

Conclusão

No encerramento foram abertas oportunidades para realizarem perguntas, sendo que no decorrer da capacitação foram realizadas diversas contribuições do grupo.

Ao todo tivemos participação de profissionais da saúde, educação, serviços gerais e administração.

porValdomiro Cardoso

ESCOLA INDÍGENA AGUSTINHO REALIZA MOSTRA CULTURAL

As oito escolas indígenas da região de Dourados desenvolvem durante todo ano de 2019, diversas atividades para valorizar os Saberes Indígenas na Escola em torno do tema gerador Tekoha Marane’y – Aldeia de Males.

No mês de novembro haverá uma grande mostra cultural de todos estes trabalhos na Escola Tengatui Marangatu. Na manhã de hoje (25), a escola que apresentou os trabalhos em preparação como, por exemplo, escrita e rescrita de livros de literatura indígena, grafismo, pintura, música e teatro.

A diretora da Escola, Fernanda Dourado, da etnia guarani, afirmou que a valorização da língua e dos saberes indígenas estimulam a potencialidade dos jovens indígenas, sua criatividade e dedicação aos estudos.

De acordo com a professora guarani Teodora de Souza, coordenadora do Núcleo de Educação Indígena da Secretaria Municipal de Educação, a educação escolar indígena vive um momento de afirmação étnica como resposta diante da verbalização e publicação de tantos preconceitos contra os povos indígenas e suas culturas que tanto contribuiu e ainda contribuem na formação da sociedade douradense e brasileira.

Esta e outras atividades nas escolas indígenas contam com o apoio do projeto Ação Saberes Indígenas na Escola e Tekoha Marane’y, desenvolvidos em parceria entre o Núcleo de Educação Escolar Indígena da Prefeitura Municipal, Missão Evangélica Caiuá, Associação Salvare e Faculdade Intercultural Indígena da UFGD.

porValdomiro Cardoso

COMAD REALIZA A V CAPACITAÇÃO PERMANENTE EM DOURADOS COM O TEMA “DROGAS E POVOS INDÍGENAS”

No dia 26 de setembro,  acontecerá a V Capacitação Permanente do Comad com o tema: “Drogas e Povos Indígenas”.

As palestrantes serão: Prof. Ms. Teodora de Souza (Pedagoga Indígena, Mestre em Educação e Coordenadora do NEEID) e Bárbara Marques Rodrigues (Picóloga do CRAS Indígena e Especialista em Impactos da Violência na Saúde).

O evento será no auditório da OAB/Dourados, localizado na rua Onofre Pereira de Matos, 1712,  Centro, CEP 79.802-010. Com início às 08h e término às 11h.

Os que comparecerem poderão receber certificação, caso solicitem.

Maiores informações no site: https://comaddourados.blogspot.com/

porAndressa Villas Boas

PROJETO TEKOHA MARANE’Y PROMOVE AÇÃO COMUNITÁRIA JUNTO À ESCOLA MUNICIPAL INDÍGENA AGUSTINHO

No dia 06 de setembro, tivemos mais uma Ação Comunitária Indígena (ACOIN) na Escola Municipal Indígena Agustinho.

A ACOIN faz parte de um dos eixos do Projeto Tekoha Marane’y e tem caráter preventivo. Foi desenvolvido para apoio aos pais dos alunos como meio de facilitar a abordagem ao tema drogas e permitir a comunicação desses pais com a Equipe Pedagógica Escolar.

A programação contou mais uma vez com a parceria da Faculdade Anhanguera e a Escola Técnica Iegran trazendo diversos serviços de atendimento a Comunidade Escolar, como aferição da pressão arterial, verificação da glicose, avaliação postural, orientações sobre o uso de plantas medicinais, apresentação do insetário, banco de sementes e rocha. Tivemos ainda, uma equipe para cortes de cabelo feminino e masculino.

Estiveram conosco representantes do CAPS-AD, Conselho Tutelar Leste, CRAS da Aldeia Bororó e Sesai.    

A Coordenação do Projeto Tekoha Marane’y agradece a todos os parceiros e voluntários que contribuíram com nosso evento.

Por Andressa Ymara Villas Bôas

porAndressa Villas Boas

PROJETO TEKOHA MARANE’Y PROMOVE AÇÃO COMUNITÁRIA INDÍGENA JUNTO À ESCOLA FRANCISCO MEIRELES

No dia 17 de agosto, tivemos nossa segunda Ação Comunitária Indígena (ACOIN). Desta vez, o evento foi realizado na Escola Municipal Francisco Meireles, e reuniu em torno de 175 pais.  

O ACOIN faz parte de um dos eixos do Projeto Tekoha Marane’y e tem caráter preventivo. Foi desenvolvido para apoio aos pais dos alunos como meio de facilitar a abordagem ao tema drogas e permitir a comunicação desses pais com a Equipe Pedagógica Escolar.

A programação mais uma vez, contou com a parceria da Faculdade Anhanguera que contribuiu com diversos serviços de atendimento a Comunidade Escolar Indígena, contamos também, com uma equipe de enfermagem da Escola Profissionalizante IEGRAN, Talles Muller oferecendo voluntariamente cortes de cabelo, e a parceria da equipe do Pax Primavera que contribuiu com doações de parte do lanche servido.

Marcaram presença conosco representantes do Conselho Municipal de Políticas Públicas sobre Drogas (COMAD), Polícia Federal, Polícia Militar, Conselho Tutelar Leste e CRAS da Aldeia Bororó.  

Mais uma vez a Coordenação do Projeto Tekoha Marane’y agradece a todos os parceiros e voluntários, que contribuíram com nosso evento.

 

Por Andressa Ymara Villas Bôas